Sebastião Salgado: de economista a um dos mais renomados fotógrafos do mundo

Foi cursando fotografia que conheci o trabalho do fotógrafo Sebastião Salgado. A primeira informação que obtive foi um vídeo em que ele conta um pouco de sua história e, após assisti-lo, me senti completamente encantada por sua arte e capacidade de ser um dos melhores fotógrafos da atualidade! Um dos fatos marcantes, é quando ele conta a história da fazenda e da região onde ele viva que, após intervenção humana, foi totalmente desmatada. A partir disso, Sebastião e sua esposa decidiram que deveriam iniciar um processo de reflorestamento da região, confira o resultado:

Abaixo você tem acesso a palestra:

Sebastião Salgado nasceu em Minas Gerais, cursou economia pela Universidade de São Paulo e, quase aos 30 anos, largou a vida de economista para virar um dos melhores fotógrafos que há na atualidade. Hoje com 73 anos, continua buscando novos olhares através da fotografia.

Recentemente, Sebastião Salgado lançou sua obra Gênesis – uma jornada que durou 8 anos (2004-2012), da qual ele passou por 32 regiões fantásticas entre o Alasca, Patagônia, Etiópia, Amazônia, etc. Gênesis, aos meus olhos, trás à tona imagens incríveis sobre o desconhecido. Suas fotos nos revela a natureza de uma forma imensurável e nos apresenta etnias e culturas que, hoje, são completamente ignoradas por nosso tempo moderno.

Quem já ouviu falar nos Nenets? Eu, particularmente, nunca tinha ouvido falar desse povoado de etnia Samoiedos, que habitam uma região autônoma no norte da Rússia e é isso que Sebastião Salgado nos mostra em Gênesis: etnias que estão distantes da visão comum. Em uma entrevista para o Roda Viva, Sebastião Salgado conta como foi extremamente difícil ter acesso ao povoado. Conforme seu relato, depois de três anos de tentativa, ao conseguir, enfim, encontrar um grupo de Nenets que o aceitasse, foi necessária uma grande estrutura para registrar o cotidiano e o modo como eles viviam. Sebastião Salgado teve de disponibilizar veículos que andassem pela neve, helicópteros que ficassem de prontidão para uma foto aérea, equipamentos para ficar aproximadamente 45 dias em temperaturas abaixo de 35 graus e até um tradutor inglês>russo>Nenets. Mesmo com todo esse trabalho, ele conseguiu com que as fotos ficassem imensuravelmente belas.

 

Finalizo esse post compartilhando que, para mim, além da particularidade que ele tem com fotos em preto e branco, a característica mais incrível do Sebastião Salgado é fotografar em digital mas editar TODAS AS SUAS FOTOS por prancha de contato, feita por seus assistentes. Sim, ele tem todo esse trabalho sendo que poderia fazer a edição de suas fotos em menos de minutos, através de softwares. São essas particularidades que torna o Sebastião um fotógrafo tão incrível!

Carregar mais Fotografia

Deixe uma resposta

Veja também

Cervejaria Invicta lança descontos da Black Week

Artesanais tem desconto de até 50% nas compras efetuadas pelo site A Cervejaria Invicta la…