“Divórcio” traz cenas gravadas em Ribeirão Preto

Filmagens de longa brasileiro foram realizadas em Ribeirão Preto ao longo de sete semanas, entre 25 de maio e 7 de julho do ano passado. Desde o início do projeto, o produtor ribeirão-pretano LG Tubaldini Jr. tinha vontade de fugir das capitais Rio e São Paulo

 

O filme “Divórcio”, dirigido por Pedro Amorim, com pré-estreia em Ribeirão Preto (somente para convidados) no dia 19 de setembro e estreia nacional no dia 21 de setembro, traz muito de Ribeirão Preto: foi produzido pelo ribeirão-pretano LG Tubaldini Jr (produtor das comédias Qualquer Gato Vira-lata e O Concurso) e conta com cenas  na cidade, em locações na parte urbana e em uma plantação de tomates. As gravações foram realizadas durante sete semanas, entre 25 de maio e 7 de julho de 2016.  A comédia contou também com a participação de moradores de Ribeirão Preto na equipe, no elenco e figuração. “Divórcio” é produzido pela Filmland Internacional e tem distribuição da Warner Bros. Pictures.

 

Desde o início do projeto, o produtor LG Tubaldini Jr. tinha vontade de fugir das capitais Rio de Janeiro e São Paulo, tão marcantes na maioria das produções do cinema nacional. “Ribeirão Preto é uma personagem do filme, mas é muito claro também que ela faz parte de um novo interior. Tivemos a oportunidade de mostrar que o interior não é mais como antigamente, são cidades poderosas, grandes, com uma população bem informada, educada, rica, afluente. Então, de uma certa maneira, é uma forma de mostrarmos esse novo interior, o interior do agronegócio”, destaca o produtor LG Tubaldini Jr.

 

Para o diretor Pedro Amorim, o deslocamento para o município também ajudou na ambientação do elenco e equipe. “Foi um dos atrativos que me chamaram atenção para o filme. Ribeirão não é um local explorado no cinema nacional de forma abrangente e é o pano de fundo da nossa história”, disse.

 

A atriz Camila Morgado passou um período em Ribeirão Preto antes das filmagens – para se aprofundar na cultura local. “Acho que filmar em Ribeirão Preto foi um acerto para toda a equipe. Para mim sempre foi um charme o longa se passar no interior de São Paulo. Isso dava um tempero maior para a história, um colorido. O legal de quando vamos para o interior é se apropriar um pouco do jeito, de como as pessoas te recebem, da generosidade”, diz.
PRODUÇÃO E DIREÇÃO – Em 2011, a história de Divórcio começou a ser construída pelo produtor LG Tubaldini Jr. “Estava em São Paulo conversando com várias amigas que tinham se separado e passado por histórias engraçadas no divórcio. E ouvindo aquelas histórias todas, dando muita risada, pensei: ‘Opa, tem um filme aqui’”, recorda. A partir daí, LG Tubaldini Jr. trouxe o roteirista Paulo Cursino para desenvolver e transformar a história em um filme de verdade. “E ato contínuo foi trazer o Pedro Amorim, que é brilhante, com uma sensibilidade única, para poder transformar isso tudo em realidade”, lembra o produtor.

Carregar mais Cinema

Deixe uma resposta

Veja também

Lollapalooza Brasil anuncia o primeiro Side Show de 2018

O Rio de Janeiro receberá Imagine Dragons, dia 22 de março, no Km de Vantagens Hall RJ Plu…