Madero celebra o Dia Mundial do Hambúrguer com 8 milhões de hambúrgueres vendidos no último ano

Os 90 restaurantes da rede vendem 626 mil unidades de hambúrgueres por mês. Fábrica tem capacidade para produzir dois milhões/mês

O Madero comemora no próximo domingo (28) o Dia Mundial do Hambúrguer ultrapassando a marca de 8 milhões de hambúrgueres vendidos em todo o Brasil. Esse foi o total de unidades do produto servidas em 2016 nos 90 restaurantes da rede. A projeção para este ano é chegar as 13 milhões de unidades vendidas. O que muitos consumidores da marca não sabem é como o sanduíche mais popular do mundo é produzido.

A engenheira de alimentos Angélica Gomes de Camargo, gerente de produção da fábrica do Madero, em Ponta Grossa (PR), explica como o hambúrguer da marca é feito. Tudo começa com a seleção da carne. O Madero usa um mix de fraldinha, picanha e bife de chorizo, sem adição de nenhum outro ingrediente além de sal e pimenta do reino.

O Madero preocupa-se com o bem-estar animal e utiliza carne 100% certificada, fornecida pela Marfrig. A Marfrig é uma das empresas mais bem colocadas no ranking “The Business Benchmark on Farm Animal Welfare” (BBFAW) que aponta as melhores práticas de bem-estar animal do mundo. A carne do Madero é triturada na proporção de 85% de carne e 15% de gordura bovina de picanha, metade do padrão usado no mercado.

Não é adicionado qualquer tipo de condimento ou tempero, que são acrescentados apenas na grelha. O Madero adquiriu recentemente uma máquina da marca Marel, produzida na Holanda, que por meio de uma tecnologia inovadora simula o preparo artesanal do hambúrguer. “É como se preparássemos o hambúrguer um a um nas mãos. A máquina simula o preparo artesanal e a carne fica entrelaçada, sem compressão, o que deixa o produto mais macio e suculento, agregando mais sabor quando grelhado”, explica Angélica.

Após o preparo, o hambúrguer é embalado e enviado para todos os restaurantes da rede, em uma produção de aproximadamente 700 mil unidades ao mês. A fábrica tem hoje capacidade para produzir até dois milhões de hambúrgueres ao mês. O hambúrguer do Madero viaja o Brasil inteiro em frota própria e em caminhões especialmente equipados para a marca. São 19 caminhões que rodam, em média 45 mil km/mês, transportando produtos por todo o país. O ponto mais distante é Salvador (BA), local onde a rede tem dois restaurantes, e que fica a mais de dois mil quilômetros da fábrica em Ponta Grossa.

Quando chega no restaurante, o hambúrguer do Madero é grelhado a uma temperatura de 320 graus Celsius, quatro minutos de cada lado, sem mexer. No último minuto, o queijo é colocado em cima para derreter.

O hambúrguer Madero é servido em um pão especial, produzido também pela marca, com o mesmo padrão de qualidade para todo o Brasil. A massa é feita com uma farinha de longa fermentação exclusiva e são assados nos restaurantes seis minutos antes de servir, o que garante que o pão fique crocante e com o sabor característico que faz sucesso entre os clientes. O sanduíche é finalizado com uma receita secreta de família: a maionese do Madero.

Além do hambúrguer de carne bovina, o Madero também serve hambúrguer de cordeiro, feito somente com a picanha e o pernil de carne importada do Uruguai. Tem, ainda, o hambúrguer vegetariano, feito de quinoa temperada. Mas o campeão de vendas na rede de restaurantes é o Cheeseburger Madero, feito com um hambúrguer de 180 gramas de carne bovina.

Carregar mais Gastronomia

Deixe uma resposta

Veja também

Primeira loja conceito de sorvete na chapa orgânico chega a São Paulo

Food bike A Tropicana teve mais de 200 pessoas interessadas em franquear a marca em um ano…