Junho é o mês da diversidade sexual no canal MAX

941
FILE - In this June 26, 2016, file photo, a woman holds a rainbow flag during the NYC Pride Parade in New York. Young Americans overwhelmingly say they support LGBT rights when it comes to employment, health care and adoption. That’s according to a new GenForward survey, which finds 92 percent of young adults support HIV and AIDs prevention, 90 percent support equal employment, and 80 percent support LGBT adoption. Across ethnic groups, large majorities of Americans aged 18 to 30 favor training police on transgender issues, government support for LGBT youth organizations and insurance coverage for transgender health issues. (AP Photo/Seth Wenig, File)

Neste mês, o canal apresenta uma programação especial de filmes e documentários com temática LGBT

A diversidade sexual será celebrada no canal MAX durante o mês de junho. Com uma programação especial, o canal vai dedicar as terças-feiras para a exibição de documentários que abordam questões relacionadas ao universo LGBT. Além disso, em homenagem à Parada do Orgulho LGBT, que acontece em 18 de junho em São Paulo, uma seleção especial de filmes vai ao ar entre os dias 14 e 19.

Confira a programação “Diversidade Sexual” do canal MAX:

– Toda terça, às 23h, um documentário que levanta importantes causas com a temática LGBT será exibido no canal.

No dia 06, em Quando eu Descobri, os cineastas Fenton Bailey e Randy Barbato entrevistam, de um ângulo sincero, engraçado e comovente, homens e mulheres de diferentes idades e classes sociais para recordarem o momento em que souberam que eram homossexuais.

Já em 13 de junho, O Casamento Gay em Julgamento acompanha o processo para anular a Proposição 8 da Califórnia, que acabou com o direito de casais do mesmo sexo se casarem. O documentário mostra o grande esforço dos demandantes e advogados que lutam pelo matrimônio igualitário. O filme ganhou o prêmio de Melhor Direção de Documentário no Festival de Cinema de Sundance em 2014 e o Prêmio do Público no SXSW.

Mapplethorpe: Look at the Pictures, que será exibido no dia 20, segue a vida do aclamado fotógrafo Robert Mapplethorpe, desde seu início em Nova York, passando por sua ascensão meteórica no mundo da arte, até sua morte. O documentário lança um olhar rigoroso e inédito das fotos polêmicas, do profissional que derrubou tabus com o seu modo franco de retratar a nudez, a sexualidade e o fetichismo.

Na última quarta-feira do mês, dia 27, Valentine Road: O Assassinato De Lawrence King investiga o assassinato de um jovem garoto que estava começando a explorar sua identidade sexual, revelando os motivos que levaram ao terrível crime e narrando suas complexas consequências.

– De 14 até 17 de junho, um filme relacionado ao universo LGBT vai ao ar diariamente às 22h.

O drama Rara, de Pepa San Martín, será exibido no dia 14. Na coprodução entre a Argentina e o Chile, após o divórcio dos pais, duas irmãs vivem com a mãe, que agora tem um relacionamento com uma mulher. Mesmo que a vida delas seja como a de qualquer família, as pessoas ao redor não se adaptam a essa mudança.

Na noite seguinte, dia 15, vai ao ar a comédia dramática Irmãos Desastre. Os gêmeos Maggie (Kristen Wiig) e Milo (Bill Hader) buscaram rumos diferentes durante a adolescência e ficaram separados por uma década. Agora, aos 30 anos, eles se reencontram e colocam o papo em dia sobre as suas novas e antigas experiências amorosas.

Aprendendo com a Vovó é a atração da sexta-feira, dia 16. Na comédia, Elle (Lily Tomlin), que acaba de romper com a namorada, recebe a visita inesperada da neta pedindo dinheiro para fazer um aborto. Como elas não têm o valor necessário, embarcam em uma jornada de arrecadação, visitando personagens do passado.

Em 17 de junho, o canal exibe o drama Carol, que recebeu o maior número de indicações ao Globo de Ouro® 2015 e seis indicações ao Oscar®. A trama gira em torno de Therese, uma aspirante à fotógrafa, que se apaixona por Carol, uma mulher mais velha presa em um casamento de conveniência. Contrariando os padrões éticos da década de 50, a relação entre elas se intensifica e levanta as suspeitas do marido de Carol. Baseado no romance “O Preço do Sal”, o drama é protagonizado por Cate Blanchett e Rooney Mara.

– Nos dias 18 e 19 de maio, a programação “Diversidade Sexual” conta com a seleção de três filmes exibidos em sequência, a partir das 19h.

No dia 18, Rara (19h),  Carol (20h35) e The Normal Heart (22h40) são os escolhidos.  O drama original da HBO The Normal Heart narra o início da crise do HIV em Nova York nos anos 80, concentrando-se no esforço de vários ativistas homossexuais e aliados que tentavam revelar a verdade sobre a epidemia a um país em estado de negação. Mark Ruffalo, Matt Bomer, Jim Parsons e Julia Roberts são os protagonistas.

Já no dia 19, vão ao ar Irmãos Desastre (19h), Aprendendo com a Vovó (20h35) e Direito de Amar (22h). Protagonizado por Julianne Moore e Colin Firth, o drama Direito de Amar gira em torno de um professor inglês homossexual que, após a morte repentina de seu companheiro, tenta levar uma vida normal em Los Angeles.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here