Violeira Rose Abrão está com inscrições abertas

Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura, Fusão Cultural, Os Independentes e Açúcar Caravelas apresentam a 34ª edição da Violeira “Rose Abrão”, um dos principais festivais de música raiz que busca resgatar a essência da cultura caipira. Inscrições terminam no dia 17 de julho

Um dos mais antigos e importantes festivais de música raiz do país, a Violeira Rose Abrão está com suas inscrições abertas até o dia 17 de julho. Podem participar do evento compositores amadores e profissionais, com músicas com letra e melodia inéditas no estilo raiz. Em sua 34ª edição, o festival integra a programação da Festa do Peão de Barretos. A soma geral dos prêmios de participação e dos finalistas ultrapassa o valor de R$ 65 mil.

Para participar do concurso, os interessados deverão enviar CD ou Pen Drive com a música gravada e uma cópia da letra no mesmo CD ou Pen Drive, com nome e endereço dos intérpretes e compositores. Cada compositor poderá inscrever, no máximo, uma música inédita, que deverá ser apresentada acompanhada de um documento do compositor autorizando os intérpretes a participarem da Violeira Rose Abrão. As letras enviadas por email deverão ser encaminhadas para fusao@fusaoconsultoria.com.br ou contato@agcip.org.br, contendo todos os dados.

A eliminatória do festival acontecerá no dia 30 de julho, em Monte Alto/SP. A final do concurso será realizada no dia 23 de agosto, dentro da programação da Festa do Peão de Barretos, no Palco Culturando da AGCIP. O regulamento completo e ficha de inscrição do festival estão disponíveis nos sites www.independentes.com.br e www.agcip.org.br.

Grandes nomes

A Violeira Rose Abrão completa neste ano, 34 anos de edição. Responsável por manter a essência e tradição da cultura sertaneja, além de revelar novos talentos da música raiz.

Nomes importantes da música brasileira passaram pelo festival, como Rionegro & Solimões, Zé Henrique & Gabriel, Durval & Davi, Zé do Cedro & João do Pinho, Gedeão da Viola, Itamaracá, entre outros.

As músicas retratam o estilo de vida e costumes dos peões estradeiros, além das festas da cultura sertaneja e paisagem interiorana.

Patrono

Realizada inicialmente nos bairros de Barretos, a “Violeira” reunia violeiros de todos os cantos. Em 1993, a “Violeira” passou a levar o nome de “Rose Abrão”, em homenagem ao comerciante Gaze Abrão, proprietário do Sobrado da Alegria – local onde reunia diversos violeiros e grandes nomes da música caipira -, e palco do festival caipira por alguns anos.

O músico e violeiro, Tião Carreiro foi quem apelidou o amigo Gaze Abrão, de “Tio Rose”. Aos 57 anos, o comerciante morreu em Barretos. Para homenagear a história de ‘Tio Rose’ com a música e tradição caipira, o festival carrega seu nome.

Carregar mais Música

Deixe uma resposta

Veja também

O mais novo – e cool – hotel de Campinas prepara festa de Réveillon

Pacote com hospedagem para 2 pessoas inclui brunch estendido até às 15h do dia seguinte, n…