Especialistas do Senac dão dicas para economizar em 2019

466

SPC Brasil aponta que as principais metas dos brasileiros são financeiras

De acordo com uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), os principais projetos dos brasileiros para 2019 contemplam metas financeiras. Os dados revelam que os objetivos primordiais dos entrevistados são juntar dinheiro (51%) e sair do vermelho (37%).

A organização financeira é possível, mas requer um controle rígido. Claudio Gaspar de Mello, docente da área de gestão e negócios do Senac Ribeirão Preto, orienta que, para conquistar os sonhos a curto, médio e longo prazo, é preciso estabelecer e seguir planejamentos para equilibrar as contas e o orçamento familiar. O profissional pondera que para atingir objetivos como juntar dinheiro e sair do vermelho, o consumidor deve estabelecer estratégias como controlar o orçamento, planejar e poupar.

“Além disso, é preciso fazer uma reserva financeira para eventuais problemas e gastos inesperados. Mesmo em tempos de boas perspectivas, é preciso economizar, pois expectativas não significam a realidade do mercado”, afirma Claudio.

Carlos Cervillieri, também docente da área de gestão e negócios do Senac, afirma que a organização financeira baseada em um gerenciamento dos ganhos e gastos exige disciplina. Por isso, a primeira ação é elaborar registros em planilhas, contemplando valores fixos dos meses futuros e previsão das possíveis variáveis.

“Somente mediante a organização orçamentária é possível analisar qual a situação financeira atual e, assim, tomar decisões para o futuro. Caso o ‘caixa’ esteja desfavorável, é possível analisar quais ações serão melhores para se estabilizar financeiramente”, explica Carlos.

Para auxiliar os brasileiros a conquistar as metas apontadas pela pesquisa, os especialistas preparam dez dicas:

ü  Defina seus objetivos e metas financeiras com clareza;

ü  Identifique seus comportamentos como consumidor;

ü  Não se deixe levar pelo consumo de supérfluos;

ü  Analise os gastos elencando prioridades;

ü  Regularize as dívidas em atraso;

ü  Realize financiamentos só quando necessário. Caso precise, avalie as taxas de juros;

ü  Guarde parte dos rendimentos para despesas emergenciais;

ü  Realize ações preventivas para controlar melhor os gastos, como: economia de contas de consumo (água, energia, internet), pagamento total da fatura do cartão de crédito e definição de lista de compra para o supermercado;

ü  Faça um planejamento financeiro estruturado a partir de planilhas;

ü  Gaste menos, economize mais.

 

Cenário empresarial

 

Quando o tema é finanças, o controle orçamentário também cabe para pessoas jurídicas ou empresas, independentemente do ramo de atividades. A organização econômica pode garantir uma boa saúde financeira para as companhias, porém muitas ainda passam por dificuldades por falta de um planejamento adequado.

 

“Somente com o domínio do dinheiro em caixa é possível estabelecer, antecipadamente, ações que serão executadas em cenários e condições diversas. Com o controle das finanças será possível alcançar os objetivos e metas fixados para o ano, bem como ter tomadas de decisões mais assertivas”, avaliam os docentes do Senac Ribeirão Preto.

 

Para tanto, é necessário realizar um acompanhamento financeiro adequado e controlar as contas a pagar e receber. Algumas dicas dos especialistas são: sempre deixar os registros atualizados, identificar as despesas e as receitas da empresa e incluir o capital de giro nas anotações, para manter o fluxo de caixa saudável e não passar por situações corporativas indesejadas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here