Young burguer: conheça essa técnica nova iorquina de fazer hambúrguer

369

Com tamanho diferente e preparo na chapa, o método traz um gosto amanteigado e crosta crocante. Chef Nana Oliveira explica as principais diferenças entre esta iguaria e as feitas na grelha 

Na gastronomia, todos os ingredientes e processos influenciam no resultado final – tanto na aparência quanto no sabor. E no universo dos hambúrgueres isso também se aplica. Com técnicas diferentes de preparo do item, seguindo tendência de regiões americanas, é possível criar vários gostos, dar novas texturas para o prato e, consequentemente, obter outra receita. O young burguer é um destes métodos.

Criado e bastante difundido em Nova Iorque, o hambúrguer que segue essa linha conta com mais carne – ou seja, traz um disco mais alto do que os tradicionais – e é feito na chapa. “Essa é a grande chave do young burguer: o contato total com a superfície quente permite criar uma crosta, deixando-o levemente crocante por fora e suculento por dentro”, comenta a chef Nana Oliveira, da Nana Hamburgueria, de Blumenau (SC). O preparo com manteiga ghee na hora de fritar é o toque da cozinheira. “Deixa um sabor amanteigado na carne que combina com o prato”, complementa.

Outro método bastante utilizado é o texano, que é feito na grelha. “Ainda que o blend utilizado no hambúrguer seja igual, é possível perceber gostos bem distintos. Na churrasqueira, o que prevalece são as notas defumadas”, explica a chef. Para ela, utilizar técnicas diferentes permite criar novos pratos e experiências. “Os outros ingredientes devem combinar com o sabor da carne. Assim o resultado fica mais harmonioso”, esclarece.

Na Nana Hamburgueria é possível encontrar opções de ambos os métodos. Desde 2014 o local seguia a tendência texana. Neste ano, incrementou no cardápio receitas de young burguer. Os preparos são exclusivos, criados pela Nana. Todos os anos, a chef viaja em busca de inspirações. “É preciso sempre se reciclar e conhecer os sabores que o mundo está apostando. Procuro sempre trazer o que há de mais novo para Blumenau”, encerra.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here