Confira 05 formas de trazer o verde para dentro de casa

73
CASACOR Ribeirão Preto traz inspirações para ter o contato com a natureza mesmo em ambientes fechados; profissional dá dicas para o cultivo de plantas, que se tornou tendência durante o isolamento social

O contato com a natureza se fez ainda mais necessário durante o período de isolamento social. Assim, a tendência de trazer o verde para dentro de casa ganhou força nos últimos meses. Nesse cenário, a CASACOR Ribeirão Preto 2021 traz inspirações e ideias para essa conexão com as plantas em diversos ambientes, até mesmo nos fechados.

A paisagista Mônica Costa, que na mostra assina a Praça do Abraço, um ambiente pensado para os esperados reencontros e com contato intenso com a natureza, diz que é possível, sim, ter plantas em todos os ambientes de casa. “Hoje em dia, o foco é na qualidade dos espaços. E, com as plantas, sempre haverá a melhora na qualidade do ar, com um ambiente mais fresco e mais agradável. Há plantas para todas as situações.”

Mônica diz que a tendência é levar a vida para dentro do lar, e a pandemia acentuou isso. “As pessoas passaram a ficar mais tempo em casa, trabalhar em casa. E esse cuidado e essa troca com o verde, de você estar regando uma planta, ver nascer uma folha nova, sempre vai tornar o ambiente mais feliz e saudável.”

A engenheira agrônoma e paisagista Fabíola Saporiti Angerami, da Oficio Verde, explica que as pessoas sentem falta da natureza, pois a sociedade já percebe os problemas de uma divisão tão intensa entre a natureza e a urbanização. “A gente depende das plantas para respirar, sem elas, não temos oxigênio. Agora, estamos em um refinamento dessa necessidade de estar mais perto das plantas, levando isso para dentro de casa, além dos jardins. É um amadurecimento de que não precisamos ficar separados da natureza. Uma volta às origens que a pandemia impulsionou.”

Ela destaca, ainda, a importância dessa dedicação com as plantas e de fazer a escolha certa, levando em consideração o ambiente, a incidência de luz. “É preciso se dedicar, se organizar, definir quantas plantas ter em casa. Além de avaliar a disponibilidade de tempo para os cuidados básicos como a rega e adubação”, diz.

No jardim

Boas dicas para começar ou ampliar o jardim são as plantas nativas e tropicais, de fácil manutenção. O guaimbê, arbusto nativo da flora brasileira, que é aposta da paisagista na Praça do Abraço, é uma espécie para lugares luminosos, mas que não tenham incidência direta do sol. A cerejeira também é uma boa opção para os jardins.

No quarto

Mônica destaca que até no quarto é possível cultivar espécies de plantas. A zamioculca, que não gosta de excesso de água, é uma boa opção pois é resistente e não precisa de sol diretamente. Por armazenar água dentro das folhas, é ideal para espaços fechados, e resiste ao ar-condicionado, por exemplo.

Na sala

A jiboia também é uma espécie recomendada para os ambientes internos, pois não precisa ser regada com frequência. E, por ser uma planta com bom crescimento, ficando pendente quando suspensa, é ideal para compor a decoração de ambientes como a sala.

Uma das dicas da paisagista Fabíola Saporiti Angerami para evitar problemas com a manutenção das plantas é a escolha certa dos vasos.

Cozinha
Outra espécie doméstica que também tem baixa manutenção e decora o ambiente quando suspensa é o filodendro, que é ótimo purificador de ar.

Sobre a rega das plantas dentro de casa, Mônica diz que não há uma receita exata, mas que é importante sempre checar a umidade no vazo. Usar um palito para verificar a terra, por exemplo, é uma boa dica para saber quando regar. “Não existe receita, você precisa regar a planta quando a terra estiver seca”, diz.

Banheiro

Para o banheiro, outro ambiente onde o uso das plantas se tornou tendência, a indicação é a espada de São Jorge. A escolha é popular pois a espécie não precisa de luz direta, e se adapta a ambientes quentes e úmidos. Outro ponto positivo dessa escolha é que ela cresce na vertical e não precisa de muito espaço.

Por fim, Fabíola destaca que, outro ponto essencial na hora de trazer as plantas para dentro é a harmonia. “É preciso ter uma certa estética e compor com a decoração da casa. Não podemos colocar nada que vá ‘brigar’ com o design ou com as escolhas que a pessoa já fez para a casa.”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here