Supera Parque é indicado para prêmio da Cúpula Mundial sobre Sociedade da Informação

667

Parque Tecnológico de Ribeirão Preto é um dos 125 selecionados do mundo todo; iniciativa é patrocinada pela Organização das Nações Unidas (ONU)

O Parque Tecnológico de Ribeirão Preto foi indicado na categoria Infraestrutura de Comunicação e Informação e concorre com outras 124 instituições de todo o mundo na edição 2019 do WSIS Prizes (Prêmio da Cúpula Mundial para a Sociedade da Informação – CMSI), instituição ligada à ONU (Organização das Nações Unidas). A iniciativa premiará os melhores projetos e atividades na área de Tecnologia da Informação e Comunicação. São 18 categorias, sendo que cada uma delas reflete uma das linhas de ações da CMSI.

O prêmio é coorganizado pela UIT (União Internacional de Telecomunicações – a agência da ONU especializada em tecnologias de informação e comunicação), UNESCO, PNUD e UNCTAD, e é distribuído desde 2012. O critério para a participação é o desenvolvimento de mecanismos de tecnologia da informação que promovem desenvolvimento e é aberto a participação de governos, instituições de pesquisa e setor privado. O objetivo é reconhecer histórias de sucesso que possam ser replicadas em outros locais.

João Reis, coordenador do Supera Internacional Office, acredita que a indicação demonstra a qualidade do trabalho desenvolvido em Ribeirão Preto. “É muito importante para o Supera por mostrar que estamos no caminho certo, em especial na questão do desenvolvimento regional, quando o assunto é informação e tecnologia”, conta.

COMPROMISSO

Ainda segundo Reis, o reconhecimento internacional de instituições ligadas à ONU é importante por indicar que o trabalho feito em Ribeirão Preto está alinhado ao que de mais moderno há em termos globais. “Desde o processo seletivo, capacitamos as empresas para serem globalizadas, estarem prontas para o mercado global, ainda que, no início, seja apenas uma ideia. E a indicação mostra que essa é uma postura que dá resultados”, conta.

Ainda segundo ele, o Supera investe não só na capacitação do empresário local, mas também busca consolidar o Brasil e a região de Ribeirão Preto como um polo de atração tecnológica. Hoje, já são duas empresas internacionais no Parque Tecnológico – uma belgo-brasileira e uma argentina – mas a ideia é ampliar esse total. “Capacitamos não só os empreendedores brasileiros a serem internacionais quanto os empreendedores internacionais a fazerem negócios no Brasil. Queremos ser um polo atrativo global”, conta.

PROCESSO

Para participar, as instituições se inscreveram e passaram por um rigoroso processo de seleção. Agora, as instituições e projetos selecionados receberão votos populares, pela Internet, até 10 de fevereiro. Para votar, é preciso preencher um cadastro. O site é http://www.wsis.org/prizes.

Os cinco projetos mais votados da categoria passam para a próxima fase, onde um grupo de experts da ONU irá avaliar o impacto da iniciativa e sua adequação às diretrizes da CMSI. Depois, as instituições escolhidas serão analisadas minuciosamente por especialista da ONU. A divulgação dos vencedores ocorrerá em abril em Genebra, na Suíça.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here