Startups do Supera Parque têm projetos aprovados no CNPq

215

Avita e Autaz poderão contratar bolsistas para o desenvolvimento de novas tecnologias

As startups Avita e Autaz, ambas assistidas pelo Supera Parque, foram aprovadas e selecionadas para participar da chamada nacional CNPq/MCTI/SEMPI – Recursos Humanos em Áreas Estratégicas – Pesquisador na Empresa Incubada (RHAE). O programa apoia projetos que contribuam para o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação no Brasil, por meio da inserção de pesquisadores em microempresas e empresas de pequeno porte vinculadas a incubadoras, com certificação Cerne.

Promovida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e pelo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações – MCTI, por meio da Secretaria de Empreendedorismo e Inovação – SEMPI, a chamada tem apoio do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa – Confap e da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores – Anprotec.

Os projetos aprovados por Avita e Autaz receberão, respectivamente, fomento debolsa de R$ 81 mil e de R$ 88 mil, que serão alocados no pagamento de bolsas a pesquisadores.

Para João Luis, da startup Avita, a aprovação do projeto permite agregar à equipe da empresa pesquisadores qualificados, que auxiliarão no desenvolvimento de uma plataforma para síntese de nitrosaminas. “Está na nossa essência a excelência em inovações para o setor químico-farmacêutica. Teremos até o final do processo uma nova linha de produtos que não dependa da importação de determinados insumos, assim diminuindo seu custo e aumentando sua disponibilidade no território nacional”, disse.

Já Rodrigo Aznar, CEO da Autaz Soluções, explica que pretendem desenvolver um aplicativo que agilize e informatize o processo de calibração de adubadoras, evitando o desperdício de insumos em campo. “Estamos com boas expectativas para desenvolver uma solução inovadora voltada a implementos agrícolas, solução esta que é complementar ao que já desenvolvemos hoje. Iremos contratar dois novos bolsistas, o que trará grande aprendizado ao longo do período de vigência do projeto”, comenta.

 

Apoio

De acordo com o edital, o programa de apoio do CNPq prevê a concessão de bolsas de fomento tecnológico, com objetivo de incentivar o desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores por empresas incubadas ou associadas às incubadoras de empresas brasileiras., A intenção é incentivar a participação de pesquisadores em projetos vinculados às incubadoras de empresas brasileiras e incentivar o uso de PD&I na busca de soluções dos problemas enfrentados quando da geração ou melhoria, de produtos, processos e serviços.

 

Seleção
As empresas selecionadas participaram de um processo seletivo, no qual fizeram a inscrição para o projeto e apresentaram aderência a, no mínimo, uma das Áreas de Tecnologias Prioritárias do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). O resultado final foi divulgado no dia 21 de maio e, ao todo, foram aprovados 66 projetos, dos mais de 200 inscritos.

“Que a incubadora tivesse a certificação Cerne ou estivesse em processo de obtê-la era requisito para que as startups a ela vinculadas pudessem concorrer ao edital”, destaca Saulo Rodrigues, gerente da Supera Incubadora de Empresas de Base Tecnológica. Ele explicou ainda que a certificação Cerne elenca boas práticas de gestão que devem ser seguidas pela incubadora, no processo de apoio ao desenvolvimento de novos negócios.

O gerente destaca que, embora duas empresas tenham sido selecionadas, outras startups assistidas também participaram do processo de seleção e foram bem avaliadas. “De acordo com o edital, porém, poderiam ser selecionadas até duas propostas assistidas pela mesma incubadora, nas regiões Sul e Sudeste do país, o que fez com que outras de nossas empresas, infelizmente, não conseguissem os recursos”, explica.

 

Autaz Soluções
É uma startup que trabalha no desenvolvimento de automação para máquinas agrícolas, com atenção especial aos produtores de médio e pequeno porte, com a missão de tornar tecnologias de agricultura digital mais acessíveis. A empresa é residente na incubadora do Supera Parque, em Ribeirão Preto. Mais informações pelo site autaz.tech/.

Avita
É uma empresa de base tecnológica, fundada em 2014, que atua no fornecimento de soluções em síntese química, tais como intermediários sintéticos, insumos farmacêuticos ativos (IFAs) e síntese customizada de substâncias de interesse farmacêutico, como impurezas de processo e produtos de degradação. A empresa é residente no Supera, Parque Tecnológico de Ribeirão Preto. Mais informações pelo site https://www.avitaquimica.com.br/.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here