10 melhores restaurantes brasileiros, segundo o 50 Best

A quinta edição do Latin America’s 50 Best Restaurants está chegando! A cerimônia de premiação será realizada em Bogotá, na Colômbia, no dia 24 de outubro. Para relembrar os melhores restaurantes brasileiros já premiados na edição latino-americana, preparamos um top 10.

Antes da publicação da lista dos 50 melhores, anunciaremos os prêmios de Best Female Chef (13 de setembro), Lifetime Achievement (26 e setembro) e One to Watch (10 de outubro).

10 restaurantes brasileiros premiados pelo Latin America’s 50 Best Restaurants

  1. D.O.M: Comandado pelo chef Alex Atala – que em 2014 recebeu o Diners Club® Lifetime Achievement Award por sua trajetória -, esteve no top 5 de todas as edições do Latin America’s 50 Best Restaurants, chegando a conquistar o 2º lugar na lista em 2013.
  2. Maní: Sob a batuta dos chefs Helena Rizzo – que em 2014 foi nomeada Best Female Chef na versão mundial do prêmio – e Daniel Redondo, o Maní esteve entre os 10 melhores em todas as edições da lista.
  3. Mocotó: Fundado em 1974 pelo pai do atual chef da casa, o jovem Rodrigo Oliveira, o Mocotó esteve em todas as listas dos 50 melhores da América Latina até agora.
  4. Olympe: O franco-brasileiro situado no Rio de Janeiro e comandado pelo chef Claude Troisgros – que conquistou o Diners Club® Lifetime Achievement Award em 2016 – também esteve em todas as edições da lista até hoje.
  5. Lasai: O restaurante, comandado pelo chef Rafael Costa e Silva, que chegou a liderar a cozinha do renomado espanhol Mugaritz, entrou na lista dos 50 melhores da América Latina em 2015 na 16º posição, garantindo o prêmio de Highest Entry naquele ano.
  6. Tuju: Situado na Vila Madalena, em São Paulo, e comandado por Ivan Ralston, o Tuju entrou na lista dos 50 melhores da América Latina com apenas 2 anos de existência.
  7. Remanso do Bosque: O paraense, comandado pelos irmãos Thiago e Felipe Castanho, esteve em todas as edições do Latin America’s 50 Best Restaurants e é o único brasileiro fora do circuito Rio-São Paulo a entrar na lista.
  8. A Casa do Porco: Especialista em pratos à base de cortes suínos, A Casa do Porco, de Jefferson Rueda, entrou na lista em 2016, com apenas um ano de existência, e já conquistou o prêmio de Higest Entry após estrear na 24ª colocação.
  9. Roberta Sudbrack: O restaurante carioca, que leva o nome de sua chef, esteve bem posicionado em todas as edições do prêmio. A chef Roberta Sudbrack foi a ganhadora do prêmio de Best Female Chef em 2015.
  10. Fasano: Conhecido do exigente público paulistano e atualmente comandado pelo chef Luca Gozzani, o tradicional Fasano esteve em duas das quatro edições do Latin America’s 50 Best Restaurants.
Carregar mais Gastronomia

Deixe uma resposta

Veja também

Mercado das artesanais avança no Brasil e já tem 610 cervejarias

Dados foram divulgados pelo MAPA. Para especialistas, aproximação com o consumidor e melho…